Caçadas de Pedrinho

Monteiro Lobato

496º

Clássico que embalou a imaginação de diversas gerações e considerado até hoje leitura obrigatória da literatura infantojuvenil brasileira, Caçadas de Pedrinho é o segundo lançamento da nova coleção da Globinho das obras de Monteiro Lobato para crianças.

Na história, escrita em 1933, Pedrinho, ao lado de Narizinho, Emília, Rabicó e Visconde de Sabugosa, vai à caça de uma onça-pintada escondida na mata fechada do capoeirão de taquaraçus, próxima ao Sítio do Picapau Amarelo. “E aí, o que acontece? Se vocês torcem pela onça, Lobato nos mostra que há sempre uma forma de se defender coletivamente, sem depender das ações do governo, que no livro só atrapalha. E garanto que vão vibrar com a assembleia dos bichos, que se reúnem para decidir no voto, depois de ouvidas todas as opiniões, até mesmo as mais disparatadas, a melhor forma de se livrarem dos ataques dos humanos”, afirma Ziraldo, na apresentação do livro.

Um rinoceronte fugido de um circo também passeia pelas páginas de Caçadas de Pedrinho em uma divertida e absurda crítica à burocracia já tão presente no país naquela época. Monteiro Lobato conta uma história que é parte da memória afetiva de sucessivas gerações, narrando de maneira criativa as artimanhas das crianças, zombando das complicações do mundo adulto e inventando a infância brasileira.

ler mais

Fonte: Divulgação/editora

COMPRAR na Amazon

Idioma: Português

ISBN mais comum: 01042

Principal editora: Brasiliense

Capa de Caçadas de Pedrinho - Monteiro Lobato

Veja os exemplares deste livro encontrados nas bibliotecas dos Livristas:

Nenhuma resenha disponível.

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.


Warning: Trying to access array offset on value of type null in /var/www/vhosts/livrista.com.br/httpdocs/widget_footer.php on line 98